A América Latina é a nova fronteira dos mercados solares não-subsidiados

A alta incidência solar e uma demanda cada vez maior fazem do continente uma das regiões mais atraentes para projetos de energia solar. Analistas da GTM preveem uma demanda fotovoltaica cumulativa de 41 GW instalados entre 2016 e 2021.

Julho, 2017 – O GTM Research estima que a participação sul americana na demanda mundial de energia fotovoltaica, que era de 2,4% em 2016, partindo de praticamente de zero poucos anos antes, superará os 6,2% este ano. O relatório prevê um crescimento significativo da energia solar em grandes mercados latino americanos, como México e Chile, e o surgimento de novos mercados, como Argentina e Colômbia.

Os preços da energia solar caíram drasticamente nos leilões sul americanos. A geração distribuída está começando a ganhar mais espaço nos mercados da América Latina, principalmente do México e do Brasil, onde há sistemas de compensação de energia elétrica e outros incentivos. Mas o grande motor do mercado é a energia solar como serviço público, graças a uma tendência de queda rápida nos preços.

O preço baixo da energia FV, embora benéfico para a implantação, dificulta o financiamento de projetos de baixo retorno. Entretanto, a continuidade dos investimentos regionais em energia renovável este ano vem se beneficiando da introdução de reformas tributárias, de parcerias com bancos e fundos de desenvolvimento de projetos renováveis, bem como da recuperação econômica em caráter mais amplo.

Apesar das dificuldades políticas e econômicas, o Brasil será um dos cinco principais mercados solares da América Latina. A queda de preços e o aumento concomitante da demanda resultaram em projetos de multigigawatts no Brasil.

Apesar da crise política e econômica que atingiu o país nos últimos anos, o Brasil ainda deve encabeçar a lista das cinco maiores demandas fotovoltaicas latino americanas para o próximo período. O mercado fotovoltaico brasileiro adicionou mais de 267 MW de capacidade em 2016, mas perderá terreno para os vizinhos se não se reverterem as recentes tendências econômicas.

Dentro desse cenário, São Paulo sediará a Intersolar South America, que está em sua 5ª edição e será realizada entre os dias 22 e 24 de agosto, no Expo Center Norte. Com eventos em quatro continentes, a Intersolar é hoje a maior feira mundial para o setor de energia solar e seus parceiros.

Em 2016, a feira atraiu mais de 11.500 visitantes e 1.500 congressistas de mais de 30 países e tornou-se o maior evento do setor da América do Sul, com a presença de 180 expositores. As expectativas da organização em 2017 é de quebrar o recorde do ano passado.

Os avanços em energias renováveis não se deram apenas no setor de energia solar e a Intersolar South America agora enriquece sua carteira com uma exposição especial: a ees South America, que abrange toda a cadeia de valor das tecnologias inovadoras de bateria e armazenagem de energia – de componentes e produção a aplicações específicas. Além disso, o Expo Center Norte receberá pela primeira vez a exposição especial Energy Decentral South America, organizada pela Sociedade Alemã de Agricultura (DLG), que será uma plataforma inédita para as novas tendências do biogás.

Palestrantes do Congresso Intersolar South America Conference – Todos os avanços mencionados acima serão discutidos no Congresso Intersolar South America, que enfocará temas importantes como geração distribuída e financiamento.

Importantes nomes do setor, como Márcio Trannin, diretor da Enel Soluções Brasil e Enel Green Power Participações Ltda; Fernando Martins, engenheiro solar da Divisão de Energias Renováveis da DNV GL no Brasil; Dr. Reinaldo Escada Chohfi, sócio-gerente da GeoDesign Internacional; Eduardo Tobias Ruiz, diretor da CELA: Clean Energy Latin America – irão discutir as perspectivas, oportunidades e desafios do mercado brasileiro.

Segundo Mônica Carpenter, diretora da Aranda Eventos, empresa organizadora da Intersolar 2017, o Brasil tem um imenso potencial nesse segmento e o evento é fundamental para a disseminação de tecnologias mundialmente aplicadas. “A cada ano, a Intersolar se consolida como um ponto de encontro entre especialistas e players, nacionais e internacionais, que têm grande responsabilidade nesse crescimento do mercado que temos percebido no país”, completa a executiva.

Para mais informações sobre a Intersolar South America, visite www.intersolar.net.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »