Rio Grande do Sul ganha novo parte eólico em Águas Claras, Viamão

Complexo Eólico Pontal da Enerplan inaugura na próxima sexta-feira, dia 11 de agosto

Agosto, 2017 – Será inaugurado oficialmente na sexta-feira, dia 11 de agosto, em Águas Claras, no município de Viamão (RS), o novo Complexo Eólico Pontal da Enerplan. Será realizada uma cerimônia para marcar a data. O evento está agendado para iniciar às 11 horas no local, para convidados, imprensa e autoridades. O governador José Ivo Sartori,confirmou presença.

Complexo Eólico Pontal – Gabriel Xavier, divulgação.

Foram investidos R$ 330 milhões para a viabilização do parque, cujo potencial poderá atingir os R$ 600 milhões, trazendo benefícios sociais na geração de emprego, renda e distribuição de energia limpa. O complexo eólico conta, atualmente, com 25 aerogeradores, totalizando 59,8 MW de capacidade. “É um momento de grande satisfação realizar a entrega deste investimento, que além da geração de emprego e renda, trabalha em total sintonia com sustentabilidade”, avalia Irineu Boff, presidente executivo do Grupo Oleoplan, holding da operação da Enerplan.

Anualmente, a nova instalação irá possibilitar que mais de cem mil toneladas de CO2 por ano – gás causador do efeito estufa – deixem de circular na atmosfera. A capacidade total de energia da Central Pontal é de 204.546 MWh ano, distribuídos em três, dos cinco parques do complexo. As linhas de transmissão possuem 44 km já construídos pela Enerplan, já prevendo assim, expansão futura do complexo.

Geração de Energia

A energia gerada pelos três parques é suficiente para o consumo de 140 mil residências, abastecendo em torno de 320 mil pessoas. Considerando que Viamão tem uma população de 240 mil pessoas, o excedente de consumo é injetado e usado por habitantes de outros municípios vizinhos. A subestação denominada de Viamão 3 – da TESB, empresa controlada pela CEEE-GT – onde os parques se conectam – está integrada com o SIN – Sistema Interligado Nacional / Região Sul. O Complexo Eólico Pontal da Enerplan teve o apoio do BNDES, BADESUL e  Governo do Estado do Rio Grande do Sul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »