Mãos à obra: mais de 60 mulheres participam de curso gratuito de reparos domésticos

Mãos à obra: mais de 60 mulheres participam de curso gratuito de reparos domésticos. Divulgação

Agosto, 2017 – Pintar uma parede, consertar um cano estourado, assentar um piso, trocar um chuveiro, uma tomada. Quem disse que essas e outras tarefas são coisas só dos homens? Cerca de 60 mulheres que participaram do curso Mulheres Independentes realizado no último sábado (26/08) pela Dinâmica Engenharia, no hall do futuro residencial Detail, no Setor Bueno, provaram que fazer este ou aquele trabalho bem feito independe de gênero.

Elas dedicaram uma manhã inteira a aulas teóricas e práticas para aprender como fazer pequenos reparos domésticos. Essa foi a segunda edição do curso, cujo os instrutores foram os engenheiros e colaboradores operacionais da Dinâmica Engenharia. Oferecida gratuitamente, a capacitação foi voltada para colaboradoras, esposas de colaboradores e mulheres da comunidade em geral.

Pintar uma parede, consertar um cano estourado, assentar um piso, trocar um chuveiro, uma tomada é realidade para 60 mulheres em Goiânia. Divulgação

O curso teve duração de quatro horas e foi dividido em dois blocos, o primeiro com as orientações teóricas e o segundo com a aplicação prática, momento em que as participantes colocaram, literalmente, a mão na massa. Ter capacidade para fazer esta ou aquela tarefa independe do gênero e da idade. O que diga a aposentada Giselda Albernaz, de 77 anos, que ficou atenta ao curso e tomou nota das orientações do início ao fim. Segundo ela, o que aprendeu irá lhe trazer mais segurança. “Por ser mulher e pela minha idade, sou muito enganada por homens, que se denominam profissionais. Cansei disso! Sei que muita coisa eu não vou conseguir fazer sozinha pela minha idade, mas agora, após o curso, vou saber fiscalizar o trabalho de qualquer um”, exclama.

Mudança de cultura

A gestora de recursos humanos da Dinâmica Engenharia, Luciana Lima, diz que culturalmente, as mulheres não são ensinadas a fazer certos tipos de tarefa, o que por vezes ainda as deixam dependentes do marido, do filho mais velho ou de um prestador de serviços. “Historicamente nós mulheres sempre tivemos nosso papel restrito às funções ligadas à limpeza do lar, à alimentação e cuidados com os filhos. Mas hoje, com a independência e os direitos que conquistamos, temos a liberdade de dominarmos outras competências”, diz.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »