Obras pelo Brasil: Engeform entrega maior obra de mobilidade urbana de Mogi das Cruzes

Março, 2018 – “É um marco para a cidade e uma significativa conquista para a mobilidade do município e da região”. Foram com essas palavras que o prefeito Marcus Melo de Mogi das Cruzes – cidade localizada a 42 quilômetros de São Paulo – recebeu do Consórcio Viário Mogi responsável pelo projeto a ultima parte do Complexo Viário Jornalista Tirreno da San Biagio.

TUNEIS
Mogi das Cruzes recebe a maior obra de Mobilidade Urbana da cidade. Divulgação

Com extensão de 426 metros, ele ligará a rua Cabo Diogo Oliver até a avenida Governador Adhemar de Barros e completará a passagem subterrânea sob a linha férrea. O primeiro túnel, com 298 metros de extensão, foi entregue em dezembro do ano passado.

Com isso, as duas passagens subterrâneas que formam o Complexo Viário estão em funcionamento e completamente liberadas para uso dos mogianos ajudando a desafogar o trânsito no sentido centro-bairro. “A conclusão da primeira fase do projeto já foi por uma significativa melhora no trânsito e temos convicção de que esta segunda passagem também cumprirá sua função”, disse o prefeito.

Desde a entrega da primeira parte, em 2017, a estimativa da Secretaria Municipal de Transportes é de que 1,5 milhão de veículos já passaram pelo local. Agora com a liberação do segundo túnel, a estimativa inicial é de que passem 700 veículos por hora.

URBANO
Em parceria com a Serveng, a Engeform conclui 2º túnel do Complexo Viário e liga duas regiões antes separadas pela linha férrea. Divulgação

“O Complexo Viário é um projeto muito importante para a região. Além da questão do trânsito, as adequações arquitetônicas e urbanísticas trazem uma revitalização para essa área tão histórica e icônica.” afirma Simone Vallilo Sierra, diretora de negócios da Engeform Engenharia. “Nosso desafio foi entregar um empreendimento de alta qualidade, relevante e que trouxesse uma melhora significativa do deslocamento diário de milhares de pessoas”, conclui.

A passagem subterrânea sob a linha de férrea teve todos os testes de resistência, segurança e qualidade feitos. O sistema de exaustão, que é importado, já está instalado. Todos os testes de segurança no equipamento foram feitos, com sucesso. Do lado de fora, foi feita a pavimentação da pista de rolamento do túnel, permitindo seu nivelamento com a Avenida Governador Adhemar de Barros.

De acordo com o gestor e engenheiro da Engeform responsável, Rodrigo Vertamatti, o projeto exigiu tecnicamente muitos estudos e um cuidado ainda maior com as edificações ao torno da região. “Usamos a metodologia de escavação chamada de NATM (New Austrian Tunnelling Method). Isso porque tínhamos que construir o túnel sem que houvesse interferência no fluxo dos trens e de passageiros da CPTM.”, conta. “Outro ponto que vale destacar é o engajamento que o Consórcio teve durante todo o período do projeto. O relacionamento entre prefeitura, comerciantes, colaboradores, funcionários da CPTM, moradores da região e a população no geral foi sempre muito positivo”, celebra Vertamatti.

As obras começaram em agosto de 2015 e tiveram um investimento total de R$ 128 milhões, sendo R$ 98 milhões em recursos federais e R$ 30 milhões de contrapartida da Prefeitura.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *